Piauí ultrapassa marca de 1.000 mortes por covid; número de casos volta a aumentar

O Piauí ultrapassou a marca de mil vidas perdidas por covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus. Com os 27 óbitos confirmados nesta terça-feira (14), o estado agora acumula 1.019 mortes desde março.

O boletim da Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) confirmou ainda 1.289 novos casos – 35.445 no total acumulado.

O Conselho Regional de Medicina (CRM-PI) confirmou que três das vítimas mais recentes da covid são médicos.

São 100 municípios com mortes e outros 216 com casos confirmados.

Dos 27 óbitos confirmados nesta terça-feira, 15 são de pacientes de Teresina: 12 homens (39, 44, 51, 51, 57, 58, 63, 68, 73, 75, 76 e 99 anos) e três mulheres (64, 82 e 88 anos). A capital chegou a 555 mortes por covid-19.

Parnaíba se aproximou da marca de 100 mortes com mais três registros: dois homens (54 e 94 anos) e uma mulher (75 anos). O total agora é de 97.

Com mais dois óbitos – um idoso de 86 anos e uma idosa de 85 – Campo Maior agora tem 23 vidas perdidas na pandemia.

Picos agora tem 20 óbitos com mais uma confirmação nesta terça-feira: um paciente de 70 anos do sexo masculino

Água Branca chegou aos 18 óbitos com mais dois registros: um homem de 78 e uma mulher de 69 anos.

Também foram confirmadas a nona morte de José de Freitas (homem, 79 anos), a oitava de Cocal (homem, 67 anos), a quarta de Elesbão Veloso (mulher, 69 anos) e a segunda de Alto Longá (homem, 63 anos).

Casos confirmados
Depois de três dias com números abaixo da média, o Piauí voltou a registrar mais de mil testes positivos em apenas 24 horas. Um bebê de seis meses e uma pessoa de 96 anos estão entre os novos infectados.

No acumulado desde março, os municípios com maior número de casos são Teresina (12.634), Parnaíba (4.250) e Campo Maior (1.151). No Sul do Piauí, Picos se tornou a quarta cidade do estado a ultrapassar a barreira dos quatro dígitos (1.151).

Situação hospitalar
Foram 28 altas médicas desde a noite de ontem, o que não impediu um novo aumento nas internações. Os leitos ocupados passaram de 851 para 875 em 24 horas, retornando ao patamar dos últimos dias.

São 556 pacientes em leitos clínicos, 16 em estabilização e 303 em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), que tem ocupação de 68,24%.

Cidade verde

Sobre o Redação

0 Comments:

Postar um comentário